segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sete versos

Desde priscas eras,
Te quero sobre mim,
Levantando pela tarde,
Em luz ardente igual ao Meio-Dia,
Eu, quando me julgava consumido,
Nasço revivido,
Como estrela de pirotécnica profecia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário