sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Luz Hábil

Eis a prova cabal,
Pra desmentir o lugar comum,
De verbos vãos.
Que dizem que falta de memória traz felicidade como recompensa,

Ela prefere saber quem é,
Agradecer por não ser normal,
Viver em um dia,
O entusiasmo de trinta e um,
E ter nas mãos,
Toda a genealogia do que pensa.

Lembrar-se de uma ofensa pode ser ruim,
Mas esquecê-la a contragosto lhe causa mais dor.

Possui a consciência
De que as reminiscências possuem bem mais que um único fim.
Guarda com honra e respeito, um favor a cumprir,
Um afeto a repartir,
Pela vida,
Amor, enfim

Disse-me uma coisa que até hoje intriga:
"Tens ansiedade atual,
Melancolia antiga"
Sinceridade:
Habilidade desenvolvida...
Como eu queria tê-la conhecido,
Em um tempo já perdido,
Para poder chamá-la
De verdadeira amiga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário