sábado, 10 de dezembro de 2011

Entre ser Zero e dizer Cento e quinze.

Cansei de ser,
A cobra que engole a própria cauda pra sobreviver
Devo me desculpar
Por viver incapaz de  sozinho me bastar?

Ou de suportar
A construção de abismos,
Derrubando castelos?

Lamento,
Prefiro ter a escolha como parte dos meus elos...

Espero ser bom pra quem vejo
Viver egolatria cataléptica,
Mas eu ainda creio na dialética.

Um abraço,
Vou apressar o passo,
E o diálogo,
Mandou um beijo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário