quarta-feira, 23 de maio de 2012

Sentidos?

Olhares intermináveis,
Indo muito ao nada e além das intermitências.

Paladares amigáveis,
Conciliados em doces ardências.

Tatos totais,
Inconrtonáveis,
Curando imemoriais abistinências.

Ouvir os sons,
Plasticidades pronunciáveis,
Inesquecíveis em candentes cadências.

Sentir os perfumes,
Amplos no que se resume,
Ao pereceber secretamente,
Ter vidências,
De vidas que vêm,
Pra dividir,
Duvidar,
De quem pelas evidências,
Mente.







Nenhum comentário:

Postar um comentário