sábado, 19 de maio de 2012

Sempre enquanto

Enquanto se desenrolar tanto fio de pranto,
Tanto quanto o espanto e o desencanto,
De te "contra-encontrar" .

Será como estar algemado,
Pelas correntes opostas do mar.

Agrilhoado,
Como sempre estive,
Diante de mim, apenas o declive,
Perfeito em domar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário