quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Para dias refinados

Enquanto ninguém, depois de ti, chegar tão perto,
Te verei como destino certo,
Do afeto que quero ter e oferecer,
Quase o tempo todo,
Quase sem querer.

Só assim estarei desperto,
Olhos, ouvidos, braços e sorrisos
Abertos,

Aptos para receber
A escrita indescritível,
Dos poderes do prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário