segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

"Palavranovismos" e "Cartortografias"



Não era cartógrafo,
Carta náutica não lia
Apenas letras, em epístolas, escrevia.

Mas conhecia as uniões e rupturas,
Afinal, mapas e contracapas se fazem  em linhas e nervuras.

A falha quando  geológica,
Transformou em "neológica".

O acidente geográfico,
A ser encontrado e catalogado,
Quando ortográfico,
Busca-se  ser evitado,
Ou se muito, incorporado...

Como reconhecer,
"Pereceber"?

Perecer por não ter percebido?
Perceber o que foi recebido?
Receber o que tem perecido?

Deixar suspenso,
Se houver,
Algum sentido?




Nenhum comentário:

Postar um comentário