domingo, 7 de abril de 2013

Ora, Sejam Sós...

Uma hora
(Em qualquer vindouro agora),
Vai de vez embora,
O bom humor
Do outrora grande orador,
Onde o amor não mais mora.

Há quem corra a lhe corrigir,
Pra que a masmorra interna morra,
Venha a se destruir.

No entanto, o plano segue decadente.

O retórico anda adstringente,
Restringindo toda gente que lhe vir.




Nenhum comentário:

Postar um comentário