sexta-feira, 16 de março de 2012

Preciso...

Minha mente urge por gente,
Pela sede de não ceder,
Saber,
Estar ciente
Que em si, há só,
A superfície de ser.

Por mais que existam mil em mim,
Ao cabo e ao fim,
Procuro outros para ser um milhão.

Mesmo fracassando,
Permaneço nessa postura,
De não me aguentar em isolamento impávido, casto.
Sem jamais perder a loucura,
Nunca me basto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário