quarta-feira, 22 de maio de 2013

Segredos Secretados

Me esqueceu,
Entre pilhas de papéis e missões a cumprir,
Se perdeu, 
Dos meus cumprimentos fez questão de se eximir.

Agora posso constatar
Com pesar
Ou de tudo,apesar
As relações que se obriga a falsear,
Causas que depois de implantar,
Finge amputar,
Pra não, nela mesma, ressecar
Tendo que explicar
Nada a quem se espantar,
Vendo como perigoso e ilícito,
Implícito ou explícito,
O teu gozar.

Posso muito bem errar,
No meu trato desses fatos que tento interpretar.

Mas se me desconcerto,
É por saber que só posso me retratar a partir  de um "perto",
Sempre Incerto,
Que temo nunca conseguir alcançar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário