sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pau E Pedra

E mudou o dialeto,
Sem nenhum segredo
Parece tudo mais concreto.

Quando é saudade ou medo,
Mesmo tarde, cedo.

No salto sobre o fato,
Do afeto, meu objeto,
Na forma do trato,
Tato,
Piso no teto.

Sangro anemia do secreto,
Falta-me o abstrato,
Direito ao indireto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário